8 de agosto de 2015

Aegisuchus - o crocodilo escudo

© Henry P. Tsai/Universidade do Missouri
Aegisuchus (do grego "crocodilo escudo") é o ancestral mais velho dos crocodilos modernos já encontrado na África. Viveu nos rios do Marrocos, há 95 milhões de anos, no fim do Cretáceo, alimentando-se de peixes. Seu comprimento é estimado em 9 m, sendo que apenas a cabeça media um metro e meio.

9 de julho de 2015

Mosassauro

© Thomas Miller
O mosassauro ("lagarto do rio Mosa") é um extinto réptil aquático que media de 15 a 18 m de comprimento e pesava até 5 toneladas. Entre 70 e 66 milhões de anos atrás, nadou pelos mares que cobriam a Europa Ocidental e a América do Norte no fim do Cretáceo. Foi um dos últimos animais de sua família (Mosassaurídeos) e também um dos maiores.

24 de junho de 2015

Kelenken - a maior ave do terror

© Roman Uchytel
Kelenken (nome vindo de uma divindade indígena) é uma antiga ave não voadora da extinta família Phorusrhacidae, conhecida como "aves do terror". Viveu há 15 milhões de anos, no início da época Miocena, na Argentina. Alcançava cerca de 3 m de altura e 250 kg.

31 de maio de 2015

Tudo sobre os fósseis

Keichousaurus hui, réptil marinho triássico da China
Dúvidas, curiosidades, informações - em um só artigo, os principais tópicos sobre fósseis:
  • O que é um fóssil?
  • Quais são os tipos de fósseis?
  • Como se formam os fósseis?
  • Como se calcula a idade de um fóssil?
  • Por que é importante estudar os fósseis?
Se gostar da postagem, deixe um comentário! Se não, diga o que faltou e o que pode ser melhorado!

17 de maio de 2015

Edmontonia

Pintura digital © 2007 Keiji Terakoshi
O Edmontonia, dinossauro com armadura do final do Cretáceo, foi nomeado em referência ao grupo de formações rochosas de Edmonton, na província canadense de Alberta. Viveu de 76 a 71 milhões de anos atrás, numa planície costeira do atual continente norte-americano. Alimentava-se de cicadáceas e fetos de samambaias.