25 de fevereiro de 2015

Período Siluriano

Vida marinha do Siluriano
© Alena Hovorkova

O Siluriano ou Silúrico é o período da era Paleozoica compreendido entre 443 e 416 milhões de anos atrás. Terceiro período de sua era, sucede o período Ordoviciano e precede o Devoniano. Divide-se, cronologicamente, nas épocas Llandovery, Wenlock, Ludlow e Pridoli.
O primeiro a identificar esse período foi Sir Roderick Murchison, que examinava um estrado rochoso ao sul do País de Gales em 1830. O termo veio de uma antiga tribo céltica, os siluares, seguindo a convenção que seu amigo Adam Sedgwick havia usado para nomear o Cambriano.

Tabela do tempo geológico em escala, com destaque para o Siluriano.
© Mundo Pré-Histórico

No início do Siluriano, a fauna teve que se recuperar da extinção em massa que dizimou 60% das espécies marinhas do Ordoviciano, adaptando-se às condições climáticas mais frias. Ao longo do período, o clima se tornou mais ameno e estável, o que provocou o descongelamento de grandes massas glaciais e, com isso, o aumento do nível dos mares. As terras que hoje são América do Norte, Europa, Ásia e Oceania ficaram encobertas durante algum tempo, antes de se soerguerem e as águas começarem a baixar novamente.

Disposição dos continentes no Siluriano
© Dr. Ronald Blakey, Universidade do Norte do Arizona
(Com modificações)


Fauna e flora


Pterygotus apanha um trilobita. Escorpiões-marinhos como ele incluem os maiores artrópodes que já existiram.
© Kelly Taylor

No final do Siluriano, as comunidades voltam a atingir seu grau de complexidade anterior. Continuam a predominar os invertebrados, principalmente trilobitas, crinoides (lírios-do-mar), euriptéridos (escorpiões-marinhos) e cefalópodes (o grupo dos polvos e lulas). Os peixes já se diversificavam bastante, chegando também à água doce, e os corais começavam a constituir recifes.
Em terra, surgiram os primeiros insetos, similares a aranhas e centopeias, além das primeiras plantas terrestres vasculares. Nestas, os vasos condutores de seiva solucionaram o problema do transporte de água e alimento através do corpo da planta; as células desses vasos também desenvolveram um preenchimento de lignina em suas paredes, que lhes possibilitou maior sustentação e resistência.
No entanto, a vida terrestre só se consolidaria mais significativamente no Devoniano.


Ambiente terrestre do Siluriano. Cooksonia é a primeira planta vascular ereta conhecida.
© Richard Bizley / Science Photo Library
Climatius, um peixe com mandíbula que surgiu no final do Siluriano
(Autor desconhecido)
Mar siluriano
(Autor desconhecido)

Fontes: WikipédiaInfoEscolaUFRGS e Geologia UERJ.

12 comentários:

  1. Anônimo2/6/17

    eu odiei

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu adorei,vc odiou pelo motivo de não gostar de paleontologia então se você não gosta pq tá aqui falando mal do trabalho do Felipe!?

      Excluir
  2. Anônimo2/6/17

    estou a gozar

    ResponderExcluir
  3. Anônimo2/6/17

    gostei ajudou

    ResponderExcluir
  4. Anônimo25/8/17

    Me ajudou.

    ResponderExcluir
  5. foi da minha apreciação. Estava vendo se a vida animal e vegetal seria grande o suficiente para contribuir, nas bacias sedimentares, para a geração de petróleo.

    ResponderExcluir
  6. Muito Bom, Continuem a publicar matérias sobre eras e períodos. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu que agradeço, Filipe! Pretendo, sim, continuar postando até chegar à era Cenozoica e falar sobre tempos mais recentes. Fique ligado!

      Excluir
  7. adoreiiiiiiiii me ajudou mto

    ResponderExcluir

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários incoerentes ou ofensivos não serão publicados, mas críticas e sugestões são bem-vindas.