27 de abril de 2017

Maxacalissauro, o popular "Dinoprata"

© 2006 Orlando Grillo

O maxacalissauro ("lagarto maxacali") é um dinossauro saurópode do final do Cretáceo, que viveu no Brasil há cerca de 80 milhões de anos. Um dos maiores dinossauros brasileiros, media 13 m de comprimento e pesava 9 toneladas, mas acredita-se que podia chegar aos 20 m. O nome Maxakalisaurus topai é uma homenagem ao grupo indígena dos maxacalis, que vivem no estado de Minas Gerais e têm Topa como uma de suas divindades.
Possuía pescoço e cauda compridos, dentes serrilhados (incomuns em dinossauros herbívoros), que serviam para processar melhor o alimento, e grandes calombos ósseos sobre a pele, chamados osteodermas, que ajudavam a protegê-la. Osteodermas também são encontrados em outros titanossauros, como no saltassauro da Argentina. Vivia em bandos, pastando pelas planícies semiáridas da época.
Descrito em 2006, por Alexander Kellner e sua equipe, o maxacalissauro foi apelidado de "Dinoprata" em uma votação popular. Isso porque sua descoberta ocorreu no município de Prata, Minas Gerais, durante a construção de uma estrada na Serra da Boa Vista. Alguns ossos tinham marcas de mordidas, provavelmente causadas por carnívoros que o atacaram ou comeram sua carcaça. Para extrair os fósseis do local, foram necessários quatro anos de trabalho, de 1998 a 2002. Análises filogenéticas classificaram-no próximo ao aeolossauro e ao Gondwanatitan, também brasileiros.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: † Sauropodomorpha
Clado: † Titanosauria
Tribo: † Aeolosaurini
Gênero: † Maxakalisaurus
Espécie: † Maxakalisaurus topai

© Mundo Pré-Histórico
Réplica do esqueleto do maxacalissauro, em exibição no Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Este foi o primeiro esqueleto de dinossauro brasileiro de grande porte montado para exposição.
Em branco, os ossos encontrados; em cinza, os elementos reconstituídos.
© 2011 Felipe Alves Elias

2 comentários:

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.