22 de setembro de 2013

Polacanto

© SADistikKnight

O polacanto (do grego, "muitos espigões") é um dinossauro herbívoro que viveu na primeira metade do Cretáceo, de 130 a 100 milhões de anos atrás, nas florestas da Europa Ocidental. Media 5 m de comprimento, 1,5 m de altura e pesava cerca de 1 tonelada.
Mesmo sendo um anquilossauro primitivo e de porte mediano, ostentou um impressionante armamento. Suas costas foram cobertas por placas ósseas, que compunham uma espessa blindagem, cheia de saliências e espinhos afiados dos lados e sobre os ombros. Porém, o polacanto foi menos revestido que os norte-americanos Ankylosaurus e euplocéfalo, e não possuía a característica clava na ponta de sua cauda (novas evidências sugerem o contrário). Comia vegetação rasteira.
Os fósseis de polacanto foram encontrados em 1865, por Richard Owen, na Ilha de Wight, sul da Inglaterra, onde os ventos e as ondas deixaram-nos expostos. Não há muitos (apenas três esqueletos fragmentários), e algumas características anatômicas, como o crânio, são pouco conhecidas.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: † Ornithischia
Clado: † Thyreophora
Subordem: † Ankylosauria
Família: † Nodosauridae
Gênero: † Polacanthus
Espécies: † Polacanthus foxii e † P. rudgwickensis


© Mundo Pré-Histórico


Placas ósseas da couraça do polacanto
© Raúl Martín

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), About.com e ABC On-line.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.