1 de agosto de 2009

Sauropodomorfos (Sauropodomorpha) - saurópodes e prossaurópodes


Os sauropodomorfos ("forma de pés de lagarto") formaram um grupo de dinossauros saurísquios que inclui alguns dos maiores animais que já existiram. Eles tinham cabeças pequenas, pescoços longos e imensos corpos para digerir grandes quantidades de folhas (em geral de pouco valor nutritivo). Muitos possuíam garras nos polegares, desenvolvidas a partir de pequenos ancestrais bípedes, como defesa.
Desde o final do período Triássico havia dois grupos de sauropodomorfos: os prossaurópodes e os saurópodes. Ambos os grupos se espalharam por todo o mundo, mas os primeiros se extinguiram no início do Jurássico e os demais persistiram por toda a era Mesozoica.
Prossaurópodes variavam desde pequenos bípedes até grandes quadrúpedes. Herbívoros pacíficos, passavam o dia comendo. Eles evoluíram para formas maiores assim que os predadores aumentaram de tamanho no Jurássico, dando origem aos saurópodes. O mais antigo prossaurópode conhecido, o Saturnalia, descoberto no Brasil, viveu há 225 milhões de anos.
Saturnalia
© Ezequiel Vera
Os saurópodes eram herbívoros gigantes, sustentados por fortes membros, com pés e mãos atarracados semelhantes aos dos elefantes. Como seus dentes não eram tão eficientes para mastigar, os saurópodes engoliam pedras, os chamados gastrólitos, para auxiliar na trituração e digestão dos alimentos. Alguns cientistas acreditam que muitos saurópodes não cuidassem de seus filhotes, pois foram encontrados fósseis de ovos postos em linha, e não ordenados em ninhos, sugerindo que as fêmeas os botassem enquanto caminhavam.
Giraffatitan
Fontes: Enciclopédia dos dinossauros e da vida pré-histórica, Portal São Francisco e AVPH.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.