26 de maio de 2009

Anquiceratope

(Atualizado em agosto de 2013)
© Tuomas Koivurinne

O anquiceratope (do grego, "próximo rosto com chifres") é um ceratopsídeo do fim do Cretáceo que viveu na América do Norte de 72 a 70 milhões de anos atrás. Alcançava em torno de 6 m de comprimento, 2,6 m de altura e 4 t. Provavelmente habitava estuários, alimentando-se principalmente de cicas, coníferas e samambaias.
Como outros ceratopsídeos, o anquiceratope vivia em grandes rebanhos e possuía um bico córneo, chifres e um folho atrás da cabeça. Mas o que diferencia esse dinossauro é que o folho era longo e retangular, com pequenas fenestras (aberturas) ovais e bordas adornadas por projeções ósseas triangulares. Sua cauda era curta, e os membros dianteiros, robustos.
O anquiceratope foi descoberto em Alberta, Canadá, no ano de 1914. Desde então, cerca de uma dúzia de crânios da espécie foram encontrados. Acredita-se que o folho e os três chifres eram usados para que os machos atraíssem as fêmeas.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: † Ornithischia
Subordem: † Cerapoda
Infraordem: † Ceratopsia
Família: † Ceratopsidae
Subfamília: † Chasmosaurinae
Gênero: † Anchiceratops
Espécie: † Anchiceratops ornatus


© Mundo Pré-Histórico
© John Sibbick

Fontes: Animal PlanetWikipedia (versão em inglês).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.