15 de janeiro de 2009

Giganotossauro

O giganotossauro ("lagarto gigante do sul") viveu há 67 milhões de anos durante o período Cretáceo na América do Sul. Com 16 m de comprimento, 6 m de altura e 8 toneladas, foi um dos maiores dinossauros carnívoros, capaz de comer até 1 tonelada de carne por dia.
Acredita-se que caçava grandes saurópodes, em bandos de até cinco indivíduos, com ataques coordenados. Tinha bom olfato, entretanto, sua mordida era relativamente fraca e seu cérebro era pequeno se comparado a outros terópodes. No crânio de quase 2 m de comprimento do giganotossauro havia dentes de 15 cm, apropriados para cortar.
A espécie foi nomeada por Ruben Carolini, um paleontólogo amador que o descobriu em 1995, próximo ao rio Limay, na Patagônia ao sul da Argentina.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Infraordem: Tetanurae
Micro-ordem: Carnosauria
Família: Carcharodontosauridae
Subfamília: Giganotosaurinae
Gênero: Giganotosaurus
Espécie: Giganotosaurus carolinii
© Mundo Pré-Histórico
 
Fontes: Wikipédia e revista Gênios.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.