4 de setembro de 2016

Guaibassauro, o dinossauro de Guaíba

A reconstrução da cabeça do guaibassauro é hipotética, já que nenhum crânio foi encontrado.
© 2008 Nobu Tamura

O guaibassauro ("lagarto de Guaíba") é um dinossauro primitivo que viveu no sul do Brasil no final do período Triássico, entre 216 e 212 milhões de anos atrás. Media 1,8 m de comprimento. Apesar de ter vivido muito antes dos dinossauros que deram origem às aves, chama a atenção por sua postura semelhante à das aves atuais.
A espécie é conhecida a partir de vários fósseis relativamente bem preservados (embora o crânio seja desconhecido), encontrados no geoparque Paleorrota, no Rio Grande do Sul. O Guaibasaurus candelariensis foi nomeado em 1999, em referência à bacia hidrográfica do lago Guaíba e ao município de Candelária, onde os primeiros fósseis foram descobertos. Outros materiais foram achados próximo a Faxinal do Soturno, também no centro do estado. 
É um dinossauro saurísquio bastante primitivo, tanto que os cientistas ainda não têm certeza se devem classificá-lo como um terópode ou um sauropodomorfo. Outro dinossauro, o Saturnalia, muito semelhante e encontrado na mesma região, era provavelmente seu parente próximo. Um fato curioso é que um esqueleto fossilizado de guaibassauro mantém a postura em que o animal morreu, com os braços flexionados, pernas dobradas abaixo do corpo e o pescoço curvado, da mesma forma que as aves costumam descansar. Até então, acreditava-se que essa característica só teria surgido em terópodes manirraptores do Cretáceo, milhares de anos mais tarde.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: † Sauropodomorpha
Família: † Guaibasauridae
Gênero: † Guaibasaurus
Espécie: † Guaibasaurus candelariensis


© Mundo Pré-Histórico
© 2011 Felipe Alves Elias
Um dos espécimes articulados de Faxinal do Soturno tem postura igual à posição em que as aves costumam descansar.
© Gabriel Lío

2 comentários:

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.