7 de julho de 2014

Tapuiassauro, o mineiro do coração de Jesus

© 2011 Sergey Krasovskiy

O tapuiassauro (do grego, "lagarto tapuia", em referência aos índios que habitavam o interior do Brasil na época do descobrimento, os tapuias) é um dinossauro saurópode do fim do Cretáceo, que viveu em planícies desérticas entrecortadas por pântanos e lagos, onde hoje é o Brasil, há 120 milhões de anos. Media 13 m de comprimento, 4 m de altura e pesava 10 toneladas.
É um dos únicos dinossauros titanossauros de que se conhece o crânio, que possuía um formato alongado, como o de um cavalo. Seus olhos, posicionados lateralmente na parte posterior da pequena cabeça, davam ao animal uma visão ampla. Os dentes em forma de lápis indicam que o tapuiassauro devia alimentar-se puxando folhas dos galhos de árvores, e até mesmo de plantas flutuantes à beira de corpos d'água, já que suas narinas se localizavam no topo do crânio. Isso permitia que enfiasse a cabeça entre arbustos ou no meio da água sem atrapalhar a respiração.
Seus fósseis, que incluem um esqueleto parcial com um crânio quase completo, foram recuperados nos arredores do município de Coração de Jesus, ao norte de Minas Gerais. A descoberta remonta ao ano de 2005, feita por moradores, mas a espécie Tapuiasaurus macedoi só foi nomeada em 2011, após anos de escavação e estudo, homenageando Ubirajara Alves Macedo, um dos pioneiros a descobrir os depósitos fossilíferos da região.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: † Sauropodomorpha
Infraordem: † Sauropoda
Clado: † Titanosauria
Família: † Nemegtosauridae
Gênero: † Tapuiasaurus
Espécie: † Tapuiasaurus macedoi



© Mundo Pré-Histórico
Além do tapuiassauro, somente outros dois titanossauros tiveram seus crânios preservados
Reconstrução do tapuiassauro mostrando as partes do esqueleto conhecidas (em branco)
© 2011 Felipe Alves Elias

- Esta postagem foi uma sugestão do leitor Ubirajara Alves Macedo

Fontes: CartaCapitalWikipédia e About.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.