11 de fevereiro de 2012

Uberabasuchus, o crocodilo de Uberaba

© Ariel Milani Martine

O Uberabasuchus (cujo nome significa "crocodilo de Uberaba") é um crocodilomorfo que viveu no Brasil há aproximadamente 70 milhões de anos, no período Cretáceo. Media cerca de 2,5 m de comprimento, pesava 300 kg e era um predador terrestre, que vivia perto de rios e lagos.
Tinha um crânio alto, com narinas na parte frontal, o que comprova os hábitos terrestres. A disposição de suas pernas indica também que era um bom corredor de longas distâncias. Esse animal carnívoro, em bandos, atacava outros animais incluindo dinossauros, usando a poderosa mandíbula. Em vez de cortar o alimento, é provável que desse fortes mordidas.
Os fósseis de Uberabasuchus foram encontrados quase intactos (70%), na cidade de Uberaba, Minas Gerais, e nomeados em 2004. Semelhante aos crocodilos atuais, seu parente mais próximo, porém, é o extinto Mahajangasuchus, de Madagascar. Essa descoberta permitiu agrupar e avaliar a evolução dos crocodilos terrestres do Brasil e da América do Sul, bem como fazer uma ligação com fósseis semelhantes do sudeste da África (Madagascar). Isso significa que, mesmo depois da separação dos continentes africano e sul-americano, continuou existindo uma ponte de terra entre a América do Sul e a ilha de Madagascar, formada pela Austrália e a Antártica.

Classificação científica:
Reino: Animalia 
Filo: Chordata 
Classe: Reptilia 
Clado: Crocodylomorpha
Família: † Peirosauridae
Gênero: † Uberabasuchus

Espécie: † Uberabasuchus terrificus


© Nobu Tamura

© 2012 Guilherme Secallo


Fontes: AVPH, Minas Faz Ciência e Wikipedia (versão em inglês).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.