20 de novembro de 2015

Megalossauro, o número um

Megalossauro persegue o pequeno herbívoro Othnielia
© 2011 Todd S. Marshall

Megalosaurus ("grande lagarto", em grego) é um gênero de dinossauro terópode de meados do Jurássico. Viveu de 181 a 166 milhões de anos atrás, no sul da Inglaterra, e destaca-se por ter sido o primeiro dinossauro descrito pela Ciência. Estimativas para o seu tamanho variam em torno de 9 m de comprimento, 3 m de altura e 1 tonelada.
Em geral, o megalossauro tem o típico porte de um terópode grande. Era bípede e usava a longa cauda horizontal para balancear o corpo. As pernas eram fortes e compridas, enquanto os braços, relativamente curtos, mas excepcionalmente robustos. Seu crânio grande guardava uma série de dentes longos e curvos, próprios para cortar a carne das presas. A julgar pelo período em que viveu, o megalossauro pode ter predado herbívoros europeus como estegossauros e saurópodes. Porém, como nenhum esqueleto completo foi descoberto até o momento, muito sobre suas características e seu comportamento não é claro.
O megalossauro marcou o início das descobertas sobre os dinossauros. No começo do século XIX, William Buckland adquiriu um pedaço de uma mandíbula com dentes, publicando seus estudos sobre o fóssil em 1824. Chamou-o de "grande lagarto", após anos de discussões com outros cientistas para decidirem a que tipo de ser vivo o achado pertencera - vale lembrar que até então o homem nem imaginava a existência dos dinossauros. Em 1842, Megalosaurus foi um dos três grandes répteis extintos utilizados por Richard Owen como base para criar o clado Dinosauria. (Leia mais sobre a descoberta do megalossauro na postagem Qual foi o primeiro dinossauro descoberto?)

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Família: † Megalosauridae
Subfamília: † Megalosaurinae
Gênero: † Megalosaurus
Espécie: † Megalosaurus bucklandii

© Mundo Pré-Histórico
Fósseis de megalossauro reunidos no Museu de História Natural da Universidade de Oxford, Reino Unido, incluindo a mandíbula original identificada por Buckland em 1824.
© 2005 Raúl Martín

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), Prehistoric Wildlife e Mental Floss.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.