4 de fevereiro de 2011

Aepycamelus, o camelo girafa

© Roman Uchytel

Atualizado em janeiro de 2018

Aepycamelus (do grego "camelo alto") é um mamífero camelídeo que viveu na América do Norte durante o Mioceno, de 20 a 5 milhões de anos atrás. Com sua cabeça a 3 m de altura do chão, alcançava as folhas do alto das árvores.
A cabeça era relativamente pequena comparada com o restante do corpo, seu pescoço era alongado, e os membros, delgados. Possuía uma pequena corcova nas costas e apoiava-se apenas sobre os dedos, já que suas patas, assim como nos camelos atuais, eram almofadadas. Era um animal altamente especializado que se movia pelas pradarias sozinho ou em pequenos grupos, como as girafas modernas. Sem competição por alimento, o Aepycamelus sobreviveu por um longo tempo, mas extinguiu-se no final do Mioceno, possivelmente por causa de mudanças climáticas.
Seus fósseis distribuem-se por vários locais, como Montana, Califórnia, Colorado, Nebraska e Flórida, nos Estados Unidos, e é conhecida uma dezena de espécies. A primeira foi nomeada, em 1909, como Alticamelus giraffinus e mais tarde movida para o gênero Aepycamelus.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Artiodactyla
Família: Camelidae
Tribo: Camelini
Gênero: † Aepycamelus
Espécies: † Aepycamelus giraffinus, † A. alexandrae, † A. bradyi, † A. elrodi, † A. latus, † A. major, (?) † "A." priscus, † A. proceras, † A. robustus e † A. stocki

© Mundo Pré-Histórico
© Mark Marcuson/University of Nebraska State Museum
Esqueletos de Aepycamelus giraffinus (maior) e Procamelus grandis (menor). O pescoço alongado do Aepycamelus era resultado de um alongamento das vértebras cervicais, como nas girafas, e não por um maior número de vértebras.
Crédito: Ryan Somma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.