6 de março de 2009

Lexovissauro

(Atualizado em julho de 2014)
O lexovissauro desfere um perigoso golpe de sua cauda contra um alossauro
© Alain Bénéteau

O lexovissauro (do grego, "lagarto lexóvio" ou "lagarto de Lexovii", uma antiga tribo gaulesa que habitou a França) viveu nas florestas da Europa durante a segunda metade do período Jurássico, entre 165 e 150 milhões de anos atrás. Estegossauro de porte médio, o lexovissauro chegava a 5 m de comprimento e 2 toneladas.
Carregava uma combinação de placas planas e estreitas sobre as costas e espinhos ao longo da cauda, arranjados em duas fileiras. Como em todos os dinossauro de seu grupo, as placas poderiam ser usadas para exibição ou para regular a temperatura corporal. Havia ainda um par de grandes espigões sobre os ombros, presos à pele dura. Foi um dos primeiros estegossauros europeus, mas não se sabe muito sobre este herbívoro, já que os fósseis conhecidos são escassos. Assim, sua estrutura e as estimativas de tamanho e peso foram construídas com base em outros estegossauros.
Descoberto em 1880, o lexovissauro teve espinhos e ossos dos membros encontrados na Inglaterra e na França. Originalmente colocado no gênero Omosaurus (que hoje equivale ao Dacentrurus), foi renomeado por Robert Hoffstetter em 1957. Contudo, um grupo de pesquisadores classificam alguns de seus fósseis no gênero Loricatosaurus.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: † Ornithischia
Clado: † Thyreophora
Subordem: † Stegosauria
Família: † Stegosauridae
Gênero: † Lexovisaurus
Espécie: † Lexovisaurus durobrivensis

© Mundo Pré-Histórico
© Antresoll
© 2011 Nobu Tamura

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), Dinosaur Fact e About.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.