22 de janeiro de 2012

Liopleurodonte

Liopleurodon ferox
© Ivan Stalio

(Atualizado em janeiro de 2014)

O liopleurodonte (que significa "dentes de lados lisos") é um grande réptil marinho que viveu no final do período Jurássico, entre 160 e 155 milhões de anos atrás, nos mares europeus. Alcançava 7 m de comprimento e 2,5 t.
Seus quatro membros fortes assemelhavam-se a remos e, embora não fossem muito eficientes, garantiam uma boa aceleração. Pesquisas usando modelos robóticos sugeriram que o liopleurodonte era um predador de emboscada, que não conseguia nadar em alta velocidade por longas distâncias, mas que podia surpreender as presas com um súbito impulso (cerca de 10 km/h). Possivelmente os ictiossauros eram seu principal alimento, junto com peixes, lulas e outros plesiossauros, rastreando-os com seu olfato apurado e visão binocular.
Acredita-se que o liopleurodonte seguia rotas migratórias, passando toda a vida no mar, contudo não se sabe se deu à luz nos oceanos ou em terra. Também é suposto que sua pele fosse lisa para facilitar o deslocamento através da água. Embora os paleontólogos concordem que ele foi um temível predador dos mares jurássicos, o liopleurodonte não foi tão grande como muitas vezes é referido. Vários outros pliossauros descobertos são maiores.
O primeiro fóssil foi encontrado em 1873, na França, por Henry Émile Sauvage: um dente da criatura que passaria a se chamar Liopleurodon ferox. Os dentes podiam chegar a 7 cm, e o enorme crânio, até 1,5 m. Os fósseis, geralmente incompletos, vêm sobretudo da Inglaterra e da França.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: † Plesiosauria
Subordem: † Pliosauroidea
Família: † Pliosauridae
Gênero: † Liopleurodon
Espécies: † Liopleurodon ferox e † L. pachydeirus


© Mundo Pré-Histórico
Em 1999, a BBC retratou, na série televisiva Caminhando com os Dinossaurosum liopleurodonte, que, no entanto, teve seu tamanho aumentado em 3,5 vezes
© 1999 BBC
Liopleurodon ferox com 4,5 m no Instituto Paleontológico da Universidade de Tubinga, na Alemanha

Fontes: Walking with DinosaursWikipedia (versão em inglês) e The Plesiosaur Site.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.