20 de novembro de 2011

Arthropleura, o maior invertebrado terrestre

Numa floresta carbonífera do Canadá, um Arthropleura passeia (ao fundo) indiferente à perseguição do Dendrerpeton a dois Hylonomus.
© 2003 Brian Choo

(Atualizado em setembro de 2016)

Arthropleura (do grego "costelas articuladas") é um artrópode diplópode do período Carbonífero e início do Permiano. Viveu nas terras que hoje correspondem ao nordeste da América do Norte e Europa, entre 340 e 280 milhões de anos atrás. É o maior invertebrado terrestre de todos os tempos, medindo 2,6 m de comprimento e 50 cm de largura.
Herbívoro, alimentava-se de licopódios e pteridófitas - fragmentos e esporos dessas plantas foram preservados no tubo digestivo de alguns fósseis e em coprólitos (fezes fossilizadas). O Arthropleura podia atingir proporções maiores do que os artrópodes modernos em parte por causa da maior quantidade de oxigênio na atmosfera daquela época, além da ausência de grandes predadores vertebrados terrestres. Extinguiu-se no início do período Permiano, quando o clima tornou-se mais seco e as florestas tropicais desapareceram.
Seu corpo achatado era formado por aproximadamente 30 segmentos articulados, cada qual coberto por duas placas laterais e uma central e contendo dois pares de membros articulados. Pegadas fossilizadas já foram encontradas em vários locais e aparecem como longas fileiras paralelas de pequenas marcas, que mostram como o Arthropleura movia-se rápido pelo chão da floresta, desviando-se de árvores e pedras. O gênero foi nomeado em 1853.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Subfilo: Myriapoda
Classe: Diplopoda
Ordem: † Arthropleurida
Família: † Arthropleuridae
Gênero: † Arthropleura
Espécies: † Arthropleura armata, † A. britannica, † A. cristata, † A. maillieuxi e † A. mammata


© Mundo Pré-Histórico
Arthropleura armata
© Robert Nicholls
Rastros de Arthropleura deixados em sedimentos de 335 milhões de anos, no vilarejo de Crail, sudeste da Escócia.
Foto: Discovering Fossils
Fóssil de Arthropleura armata, exemplar de Maybach, distrito da cidade alemã de Friedrichsthal.
Foto: Museu de História Natural Senckenberg, Frankfurt, Alemanha

Fontes: National GeographicWikipedia (versão em inglês) e Prehistoric Wildlife.

2 comentários:

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.