5 de junho de 2011

Hesperórnis, um pássaro sem asas

Hesperórnis e seu filhote
© 
Eleanor Kish

(Atualizado em setembro de 2013)

O hesperórnis ("ave ocidental") é uma ave aquática que viveu no final do período Cretáceo, de 83 a 75 milhões de anos atrás, nas praias ao sul da América do Norte e na Ásia. Era uma ave grande, que atingia 2 m de comprimento e 9 kg.
De pescoço longo e delgado, praticamente não tinha asas, e nadava com suas poderosas patas traseiras à procura de peixes e moluscos, enquanto os membros dianteiros controlavam a direção do nado. Do mesmo modo que o ictiórnis, possuía um bico com dentes, característica das aves mais primitivas.
O hesperórnis vivia em mares rasos e em águas doces, e, como os mergulhões de hoje, era um excelente mergulhador, mas desajeitado e vulnerável em terra. Presumivelmente saía à superfície para se reproduzir e pôr ovos. Entretanto, nenhum dos lados era seguro: na terra havia dinossauros, e na água a ameaça eram os tubarões e mosassauros. 
O primeiro fóssil de hesperórnis foi encontrado por Othniel C. Marsh em 1871, no Kansas, Estados Unidos. A descoberta ajudou a estabelecer a ligação entre dinossauros e aves. Depois disso, muitos outros esqueletos fragmentados foram descobertos em outros locais dos EUA, no Canadá e até na Rússia.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: † Hesperornithiformes
Família: † Hesperornithidae
Gênero: † Hesperornis
Espécies: † Hesperornis regalis, † H. crassipes, † H. gracilis, † H. altus, † H. montana, † H. rossicus, † H. bairdi, † H. chowi, † H. macdonaldi e † H. mengeli


© Mundo Pré-Histórico
Fóssil de Hesperornis regalis no Museu de História Natural do Instituto Smithsoniano

© Dan Varner

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), National Geographic e BBC - Science & Nature.

3 comentários:

  1. como pode ser sem asa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade, o hesperórnis possuía asas atrofiadas, inúteis para voar, mas que o ajudavam a nadar e controlar a direção do mergulho.

      Excluir

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.