10 de julho de 2010

A história da vida em 24 h


A vida primitiva surgiu na Terra há cerca de 4 bilhões de anos, mas foram precisos mais 3 bilhões de anos para a formação dos animais que conhecemos hoje. Essas escalas de tempo são impossíveis de se imaginar, então pense nelas como um dia de 24 horas! Imagine que o mundo se formou à meia-noite e que estamos chegando à meia-noite seguinte:

00h00, Terra.



Nosso planeta se forma ao mesmo tempo que o resto do Sistema Solar, 9 bilhões de anos após o Big Bang.

03h25, lodo.



As substâncias químicas vitais começam a gerar energia e crescimento. No início, há apenas bactérias verdes primitivas, que produzem lodo. Depois, o oxigênio passa a ganhar espaço na atmosfera.


16h00, amebas e algas.



Às "4 horas da tarde", outras criaturas unicelulares, como amebas e algas, aparecem na Terra.

20h53, águas-vivas.


Agora existem vermes e águas-vivas com tentáculos - algumas são do tamanho de pratos. Sabemos que elas podiam mover o corpo e cavar tocas porque deixaram trilhas fossilizadas.


21h08, explosão animal.



Os animais começam a desenvolver conchas. Há os trilobitas e criaturas semelhantes a lesmas. As plantas marinhas estão bem estabelecidas e os oceanos encontram-se cheios de seres espinhosos, sinuosos, encouraçados e segmentados.

21h44, plantas terrestres.



A quantidade de oxigênio na atmosfera permite o crescimento das primeiras plantas. De início, há musgos e samambaias. "15 minutos depois", as plantas geram árvores majestosas.


22h41, répteis e insetos gigantes.



Surgem os primeiros répteis. Eles põem ovos e começam a andar pela terra. Pouco antes, os insetos aprenderam a voar e alguns cresceram bastante. Há libélulas gigantes e tatuzinhos colossais, com 2 m de comprimento e 30 pares de pernas.

23h00, dinossauros.



Desde o lento e herbívoro estegossauro até o espinhento anquilossauro, e do pescoçudo diplodoco ao terrível tiranossauro, os dinossauros dominam o planeta.


23h52, mamíferos.


Mamutes, gliptodontes e bisões passeiam por esta paisagem norte-americana do Pleistoceno.
© 2002 Karen Carr 

Nos últimos "vinte minutos", a vegetação moderna se desenvolve. Graças à extinção dos dinossauros, os mamíferos se diversificam, adquirindo várias formas e tamanhos. Faltando "dez minutos" para a "meia-noite", há manadas de herbívoros errantes, como os atuais bisontes e cangurus. Existem animais semelhantes a coelhos, rinocerontes, elefantes, camelos, porcos, toupeiras, cães e gatos. Baleias e golfinhos de sangue quente tomam conta dos mares.

23h59min56s, homem moderno.



Faltando menos de "quatro segundos" para a "meia-noite", na África, surgem os humanos modernos.


Nessa escala de tempo cada segundo representa 52.662 anos e cada minuto, mais de 3 milhões de anos! Repare que até o meio da tarde as bactérias são os únicos seres vivos.

Fonte: Planeta Terra: enciclopédia de ecologia.

4 comentários:

  1. Anônimo2/1/15

    Excelente matéria, tenho maior prazer de ler este assunto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elogios como esse só me fazem querer escrever mais e continuar o trabalho que estou fazendo. Obrigado!

      Excluir
  2. Anônimo30/1/18

    Perfeito. Continue assim!

    ResponderExcluir

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.