25 de dezembro de 2011

Acanthodes

Fauna lacustre do Carbonífero   
© Alain Bénéteau

(Atualizado em março de 2015)

Acanthodes (que significa "base com espinhos") é um peixe que viveu entre 409 e 280 milhões de anos atrás, do início do Carbonífero ao início do Permiano. Media 30 cm de comprimento e pesava 300 g. Fósseis foram encontrados na Europa, na América do Norte e na Austrália, incluindo esqueletos completos.
Faz parte de um grupo de peixes conhecidos como "tubarões com espinhos", os acantódios (Acanthodii), talvez ancestrais comuns dos peixes ósseos e cartilaginosos. O Acanthodes tinha olhos grandes e escamas quadriculadas, mas não dentes. Em vez disso, tinha guelras que filtravam o plâncton da água. Seu corpo hidrodinâmico possuía uma cauda voltada para cima e espinhos afiados, que sustentavam as nadadeiras e forneciam proteção contra predadores. Embora maior que a maioria de seus parentes, tinha menos da metade do número de espinhos de muitas outras espécies: apenas seis. Por isso, acredita-se que vivia em cardumes, para maior segurança.
Sua descoberta foi feita por Louis Agassiz em 1833. Um fóssil encontrado no Kansas e divulgado em 2014 como Acanthodes bridgei está tão bem preservado que traços do tecido ocular ainda mostram células fotorreceptoras dos tipos cone e bastonete, o que significa que o Acanthodes enxergava em cores.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: † Acanthodii
Ordem: † Acanthodiformes
Gênero: † Acanthodes
Espécie: † Acanthodes bronni, † A. gracilis e † A. bridgei


© Mundo Pré-Histórico

Foto: The Virtual Fossil Museum

Acanthodes bronni
© Nobu Tamura

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), Prehistoric Wildlife e Daily Mail Online.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.