8 de abril de 2011

Dunkleosteus - uma armadura poderosa

Crédito: (Autor desconhecido)

Atualizado em maio de 2014

O Dunkleosteus (do grego, "ossos de Dunkle", homenagem a David Dunkle) é um peixe que viveu durante o período Devoniano, entre 380 e 360 milhões de anos atrás, nos mares rasos de todo o mundo. Alcançava 10 m de comprimento e 4 toneladas.
Sua grossa armadura, composta por placas ósseas que chegavam a 5 cm de espessura, protegia a cabeça arredondada e o tórax robusto. Por causa disso, foi provavelmente um nadador lento, mas perigoso, que atacava por emboscada. Um dos maiores peixes placodermos, Dunkleosteus encontrava-se no topo da cadeia alimentar da época. Em vez de dentes, possuía dois pares de placas ósseas afiadas, que formavam uma estrutura em forma de bico. Sua mordida era incrivelmente rápida e poderosa, capaz de perfurar conchas de amonites e o revestimento de artrópodes e outros placodermos. Também comia peixes, tubarões, e há evidências de canibalismo.
Apesar de tudo, sua digestão não era muito eficiente, pois os fósseis são frequentemente encontrados em associação a restos alimentares com ossos parcialmente digeridos e regurgitados. Como as únicas partes do Dunkleosteus que se preservaram são as placas ósseas da blindagem, a reconstrução do seu corpo foi baseada em placodermos menores e mais bem conservados, como o Coccosteus.
Numerosos fósseis já foram encontrados no Canadá, nos Estados Unidos, na Polônia, na Bélgica e no Marrocos. O Dunkleosteus foi nomeado em 1956 para homenagear David Dunkle, então curador do Museu de História Natural de Cleveland, Ohio, EUA. A espécie-tipo, D. terrelli, foi originalmente descrita no gênero Dinichthys, em 1873. Cerca de 10 espécies diferentes de Dunkleosteus são conhecidas até agora.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: † Placodermi
Ordem: † Arthrodira
Família: † Dunkleosteidae
Gênero: † Dunkleosteus
Espécies: † Dunkleosteus terrelli, † D. denisoni, † D. marsaisi, † D. magnificus, † D. missouriensis, † D. newberryi, † D. raveri, † D. amblyodoratus e (?) † D. belgicus

© Mundo Pré-Histórico 
© Dmitry Bogdanov 
Reconstrução da armadura de Dunkleosteus - tudo o que se conhece dele.
Crédito: The Field Museum

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), BBC - Science & NatureAbout.com e Prehistoric Wildlife.

11 comentários:

  1. Eu Conheci o Dunkleosteus a partir de um jogo chamado Hungry Shark Evolution no qual ele se chama Papaizão, ele realmente é poderoso, e acho que esqueceram de citar mais a boca dele é imensa, podendo facilmente engolir milhares de peixes em apenas segundos... a forma dele é meio parecida com a de um peixe e ele tem várias escamas...
    Mais pelo visto só são encontrados fósseis da cabeça dele... ótima análise e ótima explicação da biografia do tal. parabéns Ricardo H. Brunetto e valeu pelas informações... kk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm mas la eles mentem mt seria impossivel ele ser responsavel pela extinsao do megalodon(viveram em periodos brm distantes e o megalodon era mt maior)la tbm diz q o mosassauro era pequeno mas na vdd ele tinha o dobro do tamanho do dunkleosteus

      Excluir
    2. porque era uma brincadera pra dizer quem e o mais forte

      Excluir
  2. eu gostei da sua explicaçao

    ResponderExcluir
  3. Anônimo18/5/17

    o dunkleosteus tinha uma mordida forte por causa da armadura dele .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua mordida era forte por causa do mecanismo de abertura das maxilas, que ligava o crânio, o escudo torácico e a mandíbula por juntas móveis. A armadura do Dunkleosteus suportava os poderosos músculos. Ele podia abrir e fechar a boca extremamente rápido e, assim, produzir uma força de mordida de até 7000 N.

      Excluir
  4. Anônimo2/2/18

    O megalodon tem a maior mordida do mundo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo22/3/18

      na verdade não a mordida do dunkleoteus era mais forte

      Excluir
    2. Tamanho nem sempre é documento.
      Porém a lerdeza do Dunkleosteus corresponde isso.

      Excluir
  5. Anônimo2/2/18

    O dunkleosteus perderia feio pro megalondonte

    ResponderExcluir

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados, mas críticas e sugestões são bem-vindas.