4 de outubro de 2009

Alossauro, o lagarto diferente

Alossauro ataca um grupo de driossauros
© 1999 Raúl Martín

(Atualizado em setembro de 2014)

O alossauro (do grego "lagarto diferente") foi um grande e ágil predador do Jurássico. Viveu na América do Norte e na Europa entre 155 e 150 milhões de anos atrás. Chegava a cerca de 12 m de comprimento, 5 m de altura e 3 toneladas.
Seu crânio enorme é equipado com dezenas de grandes e afiados dentes. À frente dos olhos havia um par de cornos, que variavam entre os indivíduos em forma e tamanho e cuja função deveria ser sexual. Possivelmente eram revestidos, em vida, por queratina, substância proteica constituinte de pelos, unhas, penas e escamas. Os braços, em relação às pernas poderosas, eram muito pequenos; e o corpo, equilibrado por uma cauda longa e musculosa.
Como é o mais abundante dentre os grandes predadores da Formação Morrison, no oeste dos EUA, - na época uma várzea semiárida - o alossauro devia estar no topo da cadeia alimentar, caçador de emboscada que atacava grandes dinossauros herbívoros (incluindo ornitópodesestegossauros e saurópodes) e talvez até outros predadores. Também há fósseis que indicam que o alossauro regularmente eliminava carcaças de dinossauros.
Os primeiros restos fósseis atribuídos ao alossauro foram descritos em 1877 pelo paleontólogo Othniel Charles Marsh. Foi chamado de "lagarto diferente" porque suas vértebras não eram como as dos outros dinossauros conhecidos na época. Porém, até que esse nome fosse oficialmente utilizado, houve muitas mudanças, pois vários pesquisadores já haviam classificado diferentes achados em gêneros diferentes. O alossauro foi encontrado principalmente nos Estados Unidos, com alguns fósseis descobertos em Portugal.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: Saurischia
Subordem: Theropoda
Infraordem: Tetanurae
Micro-ordem: † Carnosauria
Família: † Allosauridae
Gênero: † Allosaurus
Espécies: † Allosaurus fragilis e (?) † A. europaeus


© Mundo Pré-Histórico
Alossauro limpando parte da carcaça de um apatossauro. Montada em 1908, esta exibição do Museu Americano de História Natural, em Nova York, foi a primeira reconstrução suspensa de um terópode, entretanto nunca foi descrita cientificamente.
"Big Al" é um dos espécimes de alossauro mais bem preservados (95% do esqueleto). Mede 8 m de comprimento e foi descoberto em 1991, em Wyoming. Em 1996, a mesma equipe encontrou o "Big Al 2", em estado de preservação ainda melhor.
Imagem: cortesia de Bureau of Land Management Wyoming e Museu Geológico da Universidade de Wyoming

Fontes: Wikipedia (versão em inglês), About.com e Prehistoric Wildlife.

3 comentários:

  1. Anônimo5/7/17

    Saberia me dizer,quantos individuos se reuniam no máximo em cada grupo de caça?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Apesar de várias especulações sobre um comportamento gregário do alossauro, não há muitas evidências de que dinossauros terópodes viviam em bandos. O alossauro pode, sim, ter caçado presas maiores com a ajuda de outros de sua espécie (e, infelizmente, também não saberei dizer quantos deles), mas muitos cientistas defendem que, na verdade, esses predadores teriam um comportamento bastante agressivo com seus companheiros, chegando a matar e canibalizar aqueles que invadissem seu território.

      Excluir
  2. Anônimo5/7/17

    Por ser uma duvida minha,acredito que outras pessoas também tenham a mesma,eu não encontro em lugar algum algo sobre isso,agradeço mesmo se não puder responder

    ResponderExcluir

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.