25 de fevereiro de 2011

Ouranossauro, o ornitópode com vela

(Atualizado em maio de 2016)
Ouranossauros são espreitados por um Sarcosuchus
© Walter Myers

O ouranossauro (do grego e do árabe "lagarto valente") viveu em planícies inundáveis do norte da África no início do Cretáceo, entre 125 e 112 milhões de anos atrás. Alcançava 8 m de comprimento, quase 3 m de altura e 2 toneladas.
A notável vela nas costas, suportada por longos espinhos neurais, assemelhava-se à vela de seu contemporâneo espinossauro. Além de uma característica sexual, provavelmente era uma reserva de gordura e energia para as estações secas, como a corcunda de um bisão ou camelo.
Suas mãos de cinco dedos, muito parecidas com as de um iguanodonte, contavam com os três dedos centrais adaptados para suportar o peso do corpo - o que significa que, apesar de seus braços curtos, poderia caminhar sobre duas ou quatro patas, enquanto se alimentava das plantas baixas que cresciam às margens da água. A cabeça alongada terminava em um bico córneo amplo e sem dentes, ótimo para arrancar vegetação. Dois pequenos chifres arredondados em frente aos olhos fazem deste o único ornitópode com chifres conhecido.
Foi descoberto por Philippe Taquet em 1965, no Níger, e nomeado em 1976. Dois esqueletos bastante completos foram encontrados nas proximidades da cidade de Agadez, na mesma formação geológica onde foram descobertos o nigersauro e o suchomimo.

Classificação científica:
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Superordem: Dinosauria
Ordem: † Ornithischia
Subordem: † Ornithopoda
Clado: † Hadrosauriformes
Gênero: † Ouranosaurus
Espécie: † Ouranosaurus nigeriensis


© Mundo Pré-Histórico
Ouranossauro representado com uma fina vela de pele
© Sergio Pérez
Exposição do Science World, Vancouver, Canadá.

Fontes: Prehistoric WildlifeWikipedia (versão em inglês) e About.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários passam por aprovação do autor.
Comentários inapropriados ou ofensivos não serão publicados.
Críticas e sugestões são bem-vindas.