18 de janeiro de 2009

Tipos de fósseis

Os restos de plantas e animais (tais como conchas, dentes, ossos ou folhas) são os fósseis mais bem conhecidos e são chamados de restos fósseis ou fósseis corporais.
Traços deixados pelos organismos, tais como pegadas, ninhos, excrementos ou marcas ligadas à sua alimentação também podem ser preservados como fósseis, sendo chamados de fósseis-traço ou icnofósseis. Esses são sempre os tipos mais abundantes de fósseis, mas, exceto se estiverem preservados ao lado do organismo que os produziu, são muito difíceis de serem identificados de forma precisa.
As partes moles dos organismos são comumente perdidas antes que a fossilização se inicie, porque são rapidamente decompostas por bactérias e por outros organismos decompositores. Por essa razão, os animais de corpo mole (tais como medusas ou moluscos sem conchas) estão pobremente representados no registro fossilífero. Contudo, o soterramento rápido em sedimento mole, combinado com a presença de certas bactérias especiais, pode significar que partes moles serão retidas e fossilizadas. Os restos completos de organismos de corpo mole podem ser preservados sob tais condições, assim como pele e até mesmo órgãos inteiros.
Fonte: Enciclopédia dos dinossauros e da vida pré-histórica.

4 comentários:

  1. adorei, seu blog me ajudou no trabalho da escola.
    amei esse blog...

    ResponderExcluir
  2. Maravilha...montei apostilas, pois dou aulas de Ciências.

    ResponderExcluir
  3. mt obg seu blog me ajudou numa atividade da escola. Maravilhoso!

    ResponderExcluir
  4. Muito obrigado a todas vocês! Isso é muito gratificante.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...